Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

riscos_e_rabiscos

.

.

Gostava Mesmo.

 

 

Gostava mesmo de ser daquelas pessoas que quando assenta a cabeça na almofada, faz uma ligação directa a Hipnos e adeusinho, até amanhã.

 

Eu tinha de ser diferente. Claro. Primeiro, já não me consigo deitar com as galinhas. Os afazeres são mais que muitos. Depois quando entro no vale dos lençóis, tenho de dar 500 voltas à cama (parece quase a corrida de S. Silvestre) e pensar em mil coisas:

 

- pensar nos acontecimentos do dia;

- rever o que tenho para fazer no dia seguinte;

- reagendar as coisas pendentes;

- planear aulas e fichas;

- zangar-me com a vizinha do lado por causa do ar condicionado;

- concluir que as calças que queria vestir amanhã estão para lavar;

- mudar a disposição dos móveis no quarto;

- inventar uma nova decoração para o quarto;

- pensar numa maneira de aconchegar os pés gelados no “vizinho do lado” sem levar um raspanete;

- pensar no frio que o Óscar deve estar a passar;

- mentalizar-me que me vou levantar cedo, no dia seguinte – se o frio deixar :P – para me agarrar ao computas;

- concluir que tou farta dos dois cursos online;

- escrever um post mentalmente aqui para o blog mas que de manhã já nem me lembro dele (Grrr);

- se calhar… ZZZZZZ… é melhor mudar de posição… ZZZZZZZ

- irra… que… ZZZZZ… o… ZZZZZ… sono… ZZZZZ… nunca mais… vemzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

 

E pronto. Depois disto tudo lá entro em estado de reflexão comigo própria até à próxima apitadela do despertador. Agora há uma coisa que me intriga… como é que acordo de manhã com a sensação de que não dormi de noite?!

 

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.